"It's a beautiful day...

domingo, 19 de dezembro de 2010

...Don't let it get away.
Touch me, take me to that other place
Teach me, I know I'm not a hopeless case"

Porque será ele e porque serei eu

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Eu quero a sorte de um amor inteiro. De domingo a domingo. De janeiro a janeiro. Dos pés a cabeça. De dentro pra fora. De fora pra dentro. Indo e voltando. Amor pra dormir. Amor pra acordar. Do tipo que, se você disser que sim, a gente casa amanhã. Daquele que briga e depois faz as pazes. Daquele que a gente ri, sem saber ao certo o porquê, e chora, sem razão aparente. Porque, no amor, os porquês e as razões não fazem o menor sentido. Simplesmente porque será ele e porque serei eu.

A dor reflexiva

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

A dor reflexiva (não reflexa, é reflexiva mesmo), é aquela que começa doendo não sei por que e termina doendo não sei onde. É aquela dor serena, ponderada. É aquela dor sem motivo aparente que, consciente de si mesma, não doendo pra causar agonia, dói somente o suficiente pra incomodar. É a dor que "dói-se" e ponto. Mais ou menos igual a isso que eu sinto agora.
Ocorreu um erro neste gadget